Plantas Aromáticas, Medicinais e Condimentares (PAM)

 

As explorações dedicadas à produção de plantas aromáticas, medicinais e condimentares (PAM) apresentam uma dinâmica de crescimento notável, atraindo para esta atividade novos produtores, apesar do seu peso ser ainda relativamente diminuto quando comparado com outros setores agrícolas.

 

As plantas aromáticas, medicinais e condimentares 2012

 

Esta dinâmica resultou na realização de um inquérito à produção, impulsionado pelos produtores e associações de desenvolvimento local, parte ativa na sua preparação e concretização. A partir do inquérito, completado ainda com outras fontes de informação, de que se salientam os dados fornecidos pelo Programa de Desenvolvimento Rural do Continente 2007-2013 - ProDer, foi possível produzir o presente estudo e, desta forma, contribuir para um melhor conhecimento do setor.

O estudo abrange, não só as questões metodológicas do inquérito, como também os dados do comércio internacional, passando pela análise dos resultados do inquérito em si e da análise da informação sobre o investimento apoiado pelo ProDer, e apresentando ainda a primeira estimativa do valor de produção padrão para as PAM e, de forma agregada, para o total do setor.

 

Inquérito ao setor

O setor das Plantas Aromáticas, Medicinais e Condimentares (PAM) tem vindo a crescer de forma acentuada nos últimos anos, com entrada de novos produtores, demonstrando uma dinâmica e importância que justificavam a elaboração de um diagnóstico.

Para a sua realização era fundamental obter informação estatística mais atualizada, aprofundada e abrangente, sendo este o objetivo do inquérito lançado.   O inquérito decorreu de 4 a 15 de novembro de 2012, abrangeu o Continente, dirigiu-se a todos os produtores de PAM, quer em verde, quer secas, e teve como período de referência o ano agrícola 2011/2012, com início a 1 de outubro de 2011 e termo a 30 de setembro de 2012.

Esta iniciativa do Gabinete de Planeamento e Políticas (GPP) contou com a colaboração de associações com trabalho já realizado neste setor, através de apoio técnico e logístico, salientando a Associação para o Desenvolvimento do Concelho de Moura (ADCMoura), através do seu projeto “Empreender na fileira das plantas aromáticas e medicinais em Portugal - epam”; a Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM) e a Federação Nacional das Organizações de Produtores de Frutas e Hortícolas (FNOP).

 

Contactos

Para informações adicionais, poderá utilizar o correio eletrónico Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Contactos

Email: geral@gpp.pt

 

Telefone:

(+351) 213 234 600

Fax:

(+351) 213 234 601
 

 

 

 

Data de atualização

19-07-2017

rep pt1

lg

w3cvalidhtml5png